pt

Notícias

Equipa liderada por portugueses desenvolve vacina 95% eficaz contra a Malária

Há vários anos que o desenvolvimento de uma vacina contra a malária tem sido um desafio em inúmeras investigações internacionais.

 

A Malária é uma doença febril aguda provocada por um parasita, o Plasmodium, transmitido pela picada do mosquito Anopheles fêmea, e que se aloja no fígado humano desenvolvendo várias complicações hepáticas, levando muitas vezes à morte do paciente.

 

A complexidade deste parasita tem sido um problema para o sucesso da investigação, pois, o seu ciclo de vida inclui várias etapas que ocorrem quer no mosquito, quer no hospedeiro, incluindo um estágio obrigatório e assintomático de desenvolvimento no fígado humano.

 

Agora, após o teste de uma nova vacina em 24 pacientes saudáveis, abre-se um novo caminho no desenvolvimento de um programa de vacinação eficaz contra esta doença. A equipa internacional liderada por Miguel Prudêncio, do Instituto de Medicina Molecular utilizou um parasita da malária de roedores, chamado Plasmodium berghei, que foi geneticamente alterado para ficar “mascarado” com uma proteína do seu homólogo que infeta humanos, o Plasmodium falciparum, uma ideia que teve início há dez anos e que começa a apresentar os primeiros resultados positivos com uma diminuição significativa de 95% na infeção hepática.

22/06/2020

Tem dúvidas ou questões?

 

Deixe-nos aqui a sua mensagem ou peça para ser contactado.

Este site utiliza cookies, para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar estará a acentar a sua utilização. Saber Mais